2006-04-06

 

Downloads sim ou sopas?!

Ontem a discussão do dia (sem contar com a noite europeia) foram os direitos de autor e os downloads ilegais.
Dei por mim a pensar sobre o assunto, e devo dizer que concordo com os downloads. Faço poucos, mas sou a favor.
1.º É uma questão de divulgação cultural.
Podem dizer-me que todas as pessoas envolvidas num cd ou filme perdem com isso, por não serem remuneradas pelo seu esforço: Como não são são remuneradas?! O trabalho que fazem é patrocinado e pago! Quem poderia perder era a editora, que nunca chega a perder porque há sempre quem compre o cd/dvd original e por um balúrdio comparado com o preço de realização dos mesmos. Por outro lado os filmes no cinema estão cada vez mais caros, as condições de alguns cinemas nem compensam o valor que se paga em bilhetes, e atenção que eu sou uma grande adepta de cinema, e não é por isso que deixo de ir.
2.º Direitos de autor.
Então e no caso de televisões como a sic que simplesmente cortam as legendas finais que é precisamente os créditos a todos envolvidos, isso não é violar os direitos de autor? E as rádios que passam 30 ou 40 minutos de música e no fim falam da última banda/cantor... Isso não é violar os direitos de autor? Talvez não...
3.º Se é ilegal os que deviam ser responsabilizados deviam ser os uploaders, eu só faço download porque há imensos sites que disponibilizam esse serviço.
Além disso é só por isso que preciso de banda larga, para ver mail, o dial-up chegava perfeitamente... e pago dos preços mais caros da Europa!!!!!!!
Enfim, este é um assunto um pouco polémico, mas tira-me do sério dizerem que os tribunais têm imensos processos a acumularem e consequentemente a prescreverem e só arranjam maneira que haja mais e mais processos.
Meus senhores preocupem-se mais com os ladrões de casas ou com os carteiristas, com a corrupção no futebol, com violações de menores, com homicídios, com burlões, etc. do que com a malta que quer ouvir música ou ver filmes à distancia de um click.
Já não tinham coisas que chegassem com que se chatear???
:) É só rir!!!

Comments:
oi!

Ontem ouvi na televisão um dos argumentos mais estúpidos sobre este caso. Dizia um director de uma editora discográfica: "Fazer downloads prejudica muito os músicos. E é muito difícil para um músico abandonar a sua profissão e começar a trabalhar noutra área qualquer..."
Sim, porque para qualquer outra pessoa normalmente é fácil como manteiga... coitadinhos dos excluídos...

Eu não faço downloads, porque gosto sempre de ter os originais das coisas. Chamem-lhe "panca", mas prefiro andar a suspirar por um pack de DVD's (que custa balúrdios) durante uns bons tempos e no fim tê-lo na forma original, do que arranjar umas cópias. Mas são opções.

Se querem que se pare com os downloads ilegais, baixem o imposto, acabem com os preços exorbitantes. Na Alemanha, um Cd ou DVD custa o mesmo que aqui e o nível de vida é praticamente 3 vezes superior! Nós fazemos jus à nossa fama: somos os desenrascados, arranjamos sempre solução quando vemos que estão a tentar fazer 'farinha' connosco. Se não é esta a solução que o governo ou as editoras querem, eles que se mexam, que façam alguma coisa por isso!
 
Falei da corrupção no post de hoje de manhã ... mas estive para falar desde assunto.

A mim também me tira do sério a ideia de ter a PJ à perna por causa de uma cena tão mesquinha como esta ... concordo com todos os teus pontos, e também não costumo fazer download, mas digo uma coisa ... as editoras que roubam descaradamente os artistas, que para ganhar dinheiro tem de fazer centenas de concertos, essa é que estão preocupadas.

Agora também não me venham com a conversa que perderam 40% de vendas por causa do download ilegal ... oh meus amigos os PORTUGUESES estão é sem dinheiro ...
 
Realmente! Acho que se trata de um problema de fundo, ligado ao preço dos produtos em Portugal!

Beijinhos.
 
concordo com vocês, parece-me que vão andar um bocado na "caça às bruxas" e os argumentos realmente não convencem ninguém. ainda me lembro quando apareceram os CDs em que se dizia (e sabia) que o preço para os fazer era muito mais baixo do que fazer discos de vinil. no entanto o resultado foi os CDs sairem muito mais caros ao público, e manterem-se desperadamente caros.
 
Concordo contigo quando dizes que as nossas autoridades deviam-se de preocupar com assuntos mais sérios. Todavia, não sei se por causa da minha profissão, sou incapaz de adequirir pirataria! Faço o sacrifício para sempre comprar um Cd original, porque afinal tou a comprar uma "obra de arte"! Beijo meu
 
Bom, eu só não concordo com downloads de filmes, mas, obviamente, faz quem quer. Não os faço porque para mim é um prazer ir ao cinema; sim, os bilhetes estão caríssimos por isso é que agora selecciono melhor os filmes que quero ver. Em relação à música, os downloads ilegais só "ameaçam" mesmo as editoras; as bandas/artistas "sobrevivem" através dos concertos, não pelos mais ou menos cd's que possam vender - pelos cd's quem ganha mesmo muito dinheiro são as editoras. A ver vamos onde isto vai dar, mas ainda muita tinta há-de correr sobre o assunto, cheira-me.
 
Bom eu acho mesmo que devem levar esta ideia avante pois eu até gostava de ver muito mais de meio Portugal preso eheheheheh...incluindo o meu marido eheheheheh!
Estas ideias só dão mesmo para rir, é que quem ouve isto até pensa que nós não temos problemas nenhuns para resolver e então vamos por este caminho...
Em relação à pergunta do post, Sopas não, voto no sim :-))))
 
bem... estou a preparar um post curto e grosso sobre o assunto! depois cusca no meu blog!
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?